Frequência de alunos com Bolsa Família chega a 90%

A frequência escolar dos estudantes beneficiados pelo Programa Bolsa Família, no primeiro bimestre, teve o melhor índice desde 2007

  • por em 13 de junho de 2019

(Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)

Uma boa notícia para aqueles que acreditam na importância das políticas públicas  para o bom desempenho escolar dos jovens de baixa renda no país: de acordo com dados do Ministério da Educação (MEC), a frequência escolar dos estudantes beneficiados pelo Programa Bolsa Família, no primeiro bimestre, teve o melhor índice desde 2007. E esse percentual vem crescendo nos últimos anos.

A taxa de alunos dentro da sala de aula em fevereiro e março deste ano, que corresponde ao primeiro bimestre escolar, chegou a 90%, enquanto que, há doze anos, esse número foi de 66%.

De acordo com a Agência Brasil, entre os motivos apresentados pelos 10% de estudantes que não mantêm a frequência escolar estão doenças, problemas físicos, falta de transporte, gravidez e desastres naturais.

Vale destacar ainda que os dados do MEC indicam que, entre os mais de 13 milhões de estudantes beneficiários que entraram para o acompanhamento, 12 milhões tiveram a frequência escolar informada, e 95% cumpriram o percentual mínimo de presença exigida pelo programa.

O MEC alerta, ainda que, para assegurar a participação no programa, os pais também precisam garantir que os filhos recebam cuidados básicos de saúde, como a aplicação de vacinas. Os dados sobre a frequência são essenciais para o direcionamento de diversas políticas públicas.

Com informações da Agência Brasil

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Likes:
0 0
Views:
134
Categorias:
Notícias