Com projeto inovador, escola de BH vence prêmio nacional

A instituição vai receber R$ 30 mil para colocar em prática o projeto “Ludo Aprendiz”

  • por em 26 de junho de 2019

(Foto: reprodução/YouTube)

O clima de festa tomou conta de todos na Escola Estadual Ari da Franca, em Belo Horizonte, pois ela foi uma das dez contempladas com o prêmio do projeto “Educar para Transformar”, promovido pelo Instituto MRV e a Fundação Pitágoras.

A instituição vai receber R$ 30 mil para colocar em prática o projeto “Ludo Aprendiz”, idealizado pelo professor de filosofia Felipe Pinheiro. A escola foi a única de Minas selecionada como finalista da competição nacional, que recebeu mais de 150 inscrições de unidades de ensino das redes estadual e municipal de 45 municípios brasileiros.

O projeto pretende facilitar o aprendizado de disciplinas como matemática, física, biologia, língua portuguesa e outros componentes curriculares por meio do jogo de tabuleiro.

Com o “Ludo Aprendiz”, a ideia é tornar o aprendizado mais prazeroso para os estudantes do ensino médio regular e para Educação de Jovens e Adultos (EJA), modalidades atendidas pela escola. O objetivo é atrair mais atenção dos alunos para os conteúdos ensinados em sala de aula, aumentar a frequência e diminuir a evasão escolar dos alunos.

O professor Felipe explicou que, desde o ano passado, já usava jogos para relacionar ao conteúdo estudado. “Comecei a perceber o quanto os alunos curtiam e se interessavam mais quando havia esse tipo de atividade. Muitos perceberam que os jogos estavam realmente ajudando a compreender melhor as disciplinas, outros passaram a se interessar mais em ir às aulas por causa desse momento lúdico”, afirmou o idealizador do projeto, que se mostrou muito feliz por ter sido contemplado com a premiação.

Com os recursos do “Transformar para Educar”, a escola vai comprar os jogos e o mobiliário para montar a “ludoteca” e também investir na capacitação dos professores para executar o projeto em todas as disciplinas.

O diretor da Escola Estadual Ari da Franca, Igor de Alvarenga Oliveira Icassati Rojas, conta que, como a votação foi online, foi feita uma mobilização muito grande.

Professores, estudantes, familiares de alunos, todos se envolveram na divulgação do projeto. “É uma emoção muito grande sermos um destaque no cenário nacional com um projeto pedagógico como esse. Temos muito trabalho pela frente agora, e estamos muito animados”, disse o diretor.

Conduzido pelo Instituto MRV, o Educar para Transformar conta, nesta sexta edição, com a parceria da Fundação Pitágoras. O objetivo do projeto é buscar propostas com foco em desenvolvimento sustentável para resolver problemáticas de comunidades por meio da Educação.

Com foco em escolas municipais e estaduais da rede pública de ensinos fundamental e médio, esta edição do Educar para Transformar busca envolver todo o corpo escolar de forma coparticipativa na melhoria do clima, do ambiente e das atividades escolares, em diversos aspectos.

Durante quatro meses, os projetos selecionados receberão aporte financeiro e suporte da equipe, que atuará em encontros presenciais e virtuais, auxiliando no desenvolvimento, capacitando em novos conteúdos e acompanhando a aplicação dos recursos.

Com informações da Secretaria de Educação de Minas Gerais

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Likes:
0 0
Views:
1324
Categorias:
Notícias